quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Obesidade infantil por Amely Degraf Terra:


Obesidade infantil um problema de todos...



Mas a obesidade infantil nos dias atuais tornou-se um grande problema de saúde pública. A estimativa mundial da International Obesity Task Force (IOTF, 2005) é de que haja, atualmente, 155 milhões de escolares com excesso de peso (sobrepeso/obesidade).



Dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009, do IBGE, indicam que, em 20 anos, os casos de obesidade mais do que quadruplicaram entre crianças de 5 a 9 anos, chegando a 16,6% (meninos) e 11,8% (meninas).

O cenário é agravado por mudanças nos hábitos alimentares, ampla oferta de produtos hipercalóricos e menos atividades físicas nas horas de lazer e menos tempo das famílias com as crianças.


Hoje, um em cada três meninos e meninas de 5 a 9 anos está acima do peso normal para a idade. O fenômeno é grave também entre pessoas de 10 a 19 anos, faixa de idade em que o excesso de peso gira em torno de 20%.




POR ESTE MOTIVO O PAI OU A MÃE QUE TIVER UM FILHO ACIMA DO PESO, CHEINHO, FOFINHO, DEVE PROCURAR UM PEDIATRA E UM NUTRICIONISTA PARA AJUDA-LOS A ORGANIZAR TODA A FAMÍLIA PARA MUDANÇA DE HÁBITOS DE VIDA E DE ALIMENTAÇÃO.


O excesso de calorias que as crianças ingerem hoje é um grande problema que contribui para a obesidade infantil. Hoje as crianças são bombardeadas por propagandas com figuras coloridas, desenhos, brinquedos e os pais não estão em casa para o acompanhamento alimentar que também é um agravante. Outra coisa que pesa muito, literalmente na balança da criançada é que para ter hábitos saudáveis aumenta o custo do gasto com alimentos já que alimentos densamente calóricos ou fast foods são muito mais baratos e mais fáceis de preparar.

Procure o pediatra do seu filho e verifique se o peso e altura dele esta nos padrões considerados saudáveis


Mas algumas dicas para o dia a dia ajudam a mudar o peso da criança :

- coloque a criança para fazer atividade física pelo menos 3 vezes por semana para que o gasto calórico aumente;

- procure mudar pequenos hábitos alimentares com o inserir frutas e verduras, fazer lanches saudáveis para casa e para escola, tirar alimentos muito calóricos como refrigerante do uso diário para uso semanal;

- e procure uma nutricionista pediátrica que ela te ajudará a você e sua família diminuir o peso e aumentar a saúde.


Fica a dica para os pais!

Amely Degraf Terra

Reações:

2 comentários:

Amely, suas dicas são ótimas. Parabéns pela coluna Saúde no Blog Mulher Uberaba.

Abraços,

Daniela Geraldino

Nossa Amely, adorei a matéria, sempre fui gordinha e na infância foi pior.

Abraços,

Ana Paula Oliveira